Show simple item record

dc.contributor.advisorBeltrami, Lilian Vanessa Rossa
dc.contributor.authorRombaldi, Franciele Baggio
dc.contributor.otherMichels, Alexandre
dc.contributor.otherBorsoi, Cleide
dc.contributor.otherBirriel, Eliena Jonko
dc.date.accessioned2019-10-11T14:27:05Z
dc.date.available2019-10-11T14:27:05Z
dc.date.issued2019-10-07
dc.date.submitted2019-07-12
dc.identifier.urihttps://repositorio.ucs.br/11338/5061
dc.descriptionLigas magnetoelásticas podem ser utilizadas como sensores porque não necessitam de ligações elétricas diretas, o que facilita seu uso em diferentes meios. Contudo, a facilidade das ligas de sofrer oxidação devido à alta concentração de ferro em sua composição principal, impõe o estudo de revestimentos que protejam-na da corrosão. Considerando que a sensibilidade de sensores magnetoelásticos são diretamente influenciadas por sua massa, é importante que o filme protetivo seja fino e que proteja efetivamente o substrato do sensor. Filmes com alcóxidos de silício oferecem uma proteção física atóxica à liga, podendo ser utilizada em diferentes meios. Visando a utilização deste sensor como um possível sensor funcionalizável, para uso em detecção de bactérias em leite cru, este estudo teve como objetivo avaliar a proteção à corrosão oferecida por algumas combinações de filmes de silanos, avaliando também seus comportamentos em diferentes tipos de leite através do analisador de rede. Portanto, este estudo avaliou algumas características importantes de proteção à corrosão através de duas formulações. Foi utilizado uma mistura de 10% (v/v) alcóxido de silício, 15% (v/v) alcóxido reticulador, 15% água deionizada e 60% álcool etílico P.A. As soluções foram aplicadas após 24 horas de silanização, com o tempo de imersão de 1min em solução sol-gel, emersão por dip-coating e cura de 1h em estufa a 120°C. A pesquisa dividiu-se em duas etapas, na primeira as amostras foam de 4x20 mm e foram avaliadas apenas com os filmes de silano, na segunda etapa as amostras tinham 1x5 mm e foram avaliadas também amostras com uma segunda camada de ouro por sputtering. As avaliações foram realizadas através da microscopia óptica, microscopia de varredura com emissão de campo (MEV-FEG), microscopia de força atômica (AFM), ângulo de contato, espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) e análise de frequência. Os filmes formados não apresentaram defeitos como rachaduras ou trincas, forneceram nivelamento de camada e resistência à corrosão compatível com a aplicação de sensor. O comportamento protetivo dos filmes são similares em todos os tipos de leite avaliados. A pesquisa salientou ainda, que mesmo com a adição de uma camada de ouro sobre a camada de silano, a proteção à corrosão dos filmes, apresenta potencial de uso em um futuro sensor funcionalizado.pt_BR
dc.description.abstractMagnetoelastic alloys can be used as sensors because they do not require direct electrical connections, which facilitates their use in different media. However, the ease of alloys to undergo oxidation due to the high concentration of iron in their alloy, imposes the study of coatings that protect the alloy from corrosion. Considering that the sensitivity of magnetoelastic sensors are directly influenced by their mass, it is important that the protective film is thin and effectively protects the sensor substrate. Films with silicio alkoxides offer a non-toxic physical protection of the alloy and can be used in different media. Aiming at the use of this sensor as a possible functionalized sensor for use in the detection of bacteria in milk, the research aimed to evaluate the corrosion protection offered by some combinations of silane films, also evaluating their behavior in different types of milk through the analyzer network. Therefore, this study evaluated some important corrosion protection characteristics through two formulations. We used a mixture of 10% silicio alkoxide, 15% alkoxy crosslinker, 15% deionized water and 60% ethyl alcohol PA. The solutions were applied after 24 hours of silanization, with the immersion time of 1min in sol-gel solution, dip-coating emersion and cure of 1h in an oven at 120ºC. The research was divided in two steps, in the first the samples were of 4x20 mm and were evaluated only with the silane films, in the second stage the samples were 1x5 mm and also samples with a second layer of gold were evaluated. The evaluations were: optical microscopy, field emission scanning microscopy (SEM-FEG), atomic force microscopy (AFM), contact angle, electrochemical impedance spectroscopy (EIS) and frequency analysis. The films formed did not show cracking, provided layer leveling and corrosion resistance compatible with the sensor application. The protective behavior of the films are similar in all types of milk evaluated. The research also pointed out that even with the addition of a gold layer, the corrosion protection generated by the films presents potential for use in a future functionalized sensor.en
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPqpt_BR
dc.language.isoptpt_BR
dc.subjectMagnetostricçãopt_BR
dc.subjectCorrosão e anticorrosivospt_BR
dc.subjectRevestimentospt_BR
dc.subjectDetectorespt_BR
dc.subjectMagnetostrictionen
dc.subjectCorrosion and anti-corrosivesen
dc.subjectCoatingsen
dc.subjectDetectorsen
dc.titleAvaliação do efeito protetivo de revestimentos de silano aplicados sobre sensores magnetoelásticos METGLAS 2826MB3pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
mtd2-br.advisor.instituationUniversidade de Caxias do Sulpt_BR
mtd2-br.advisor.latteshttp://lattes.cnpq.br/3562765813535021pt_BR
mtd2-br.author.lattesBAGGIO, F.pt_BR
mtd2-br.program.namePrograma de Pós-Graduação em Engenharia de Processos e Tecnologiaspt_BR
mtd2-br.contributor.coorientador


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record