Show simple item record

dc.contributor.advisorBohm, Verônica
dc.contributor.authorCunico, Daniela Lorini
dc.contributor.otherPanozzo, Eliana Andrade Lima
dc.contributor.otherMadalozzo, Magda Macedo
dc.date.accessioned2020-05-05T15:04:57Z
dc.date.available2020-05-05T15:04:57Z
dc.date.issued2019-12-03
dc.date.submitted2019
dc.identifier.urihttps://repositorio.ucs.br/11338/5971
dc.descriptionNos últimos anos, o desemprego aumentou significativamente em função, principalmente, da crise econômica. Neste cenário, muitos trabalhadores mais velhos foram desligados, tendo dificuldade em se recolocar. A partir desta constatação, esta pesquisa teve como objetivo principal contribuir na compreensão do processo de desligamento do trabalhador, para minimizar possível sofrimento. Para tanto, fez-se necessário identificar reflexos no contexto de trabalho do novo cenário econômico, caracterizar o conceito de vínculo, descrever os vínculos do indivíduo com o trabalho e com a organização, além de estudar o processo de desvinculação e discutir possíveis intervenções do psicólogo por meio do modelo outplacement. O referencial teórico foi baseado em conteúdos relacionados aos reflexos das mudanças econômicas no contexto de trabalho, aos conceitos de vínculos organizacionais, as implicações sociais causadas pelo desligamento e possíveis intervenções do psicólogo, por meio de um dos modelos de outplacement. A metodologia do estudo caracteriza-se por ser de natureza qualitativa exploratória. Para ilustrar a problemática do trabalho, foi utilizado como artefato cultural o filme "O Corte", que retrata o caso de Bruno, engenheiro com experiência na indústria do papel, que fora demitido devido ao encerramento das atividades da organização da qual fazia parte. Desde então, o mesmo segue na busca por emprego por mais de dois anos. Com o intuito de atender aos objetivos da pesquisa, foram escolhidas 15 cenas, detalhadas e categorizadas em uma tabela. Este material foi organizado com base na proposta de análise de conteúdo de Laville e Dionne (1990), considerando quatro categorias definidas a priori, que são as fases do modelo de outplacement empregues neste trabalho: fase 1 - perda, dor e transição; fase dois - desenvolvimento pessoal; fase 3 - procura de emprego; fase 4 - apoio e orientação contínua. Desse modo é possível perceber, a necessidade por parte da psicologia em desenvolver planos de atuação multidisciplinar, propor políticas internas e externas, assim como capacitar o sujeito diante das mutações no mercado de trabalho (sic).pt_BR
dc.language.isoptpt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.subjectServiços de recolocaçãopt_BR
dc.subjectQualidade de vida no trabalhopt_BR
dc.titlePossíveis intervenções do psicólogo no processo de desvinculação por meio do modelo outplacementpt_BR
dc.typeTCCpt_BR
mtd2-br.advisor.instituationUniversidade de Caxias do Sulpt_BR
mtd2-br.program.nameBacharelado em Psicologiapt_BR
mtd2-br.campusCampus Universitário de Caxias do Sulpt_BR
local.data.embargo2019-12-03 00:00:00


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record