Show simple item record

dc.contributor.advisorGiacomello, Cíntia Paese
dc.contributor.authorLionzo, Yuri
dc.contributor.otherGalelli, Ademar
dc.contributor.otherMesquita, Alexandre
dc.contributor.otherCamargo, Maria Emília
dc.date.accessioned2021-08-17T11:09:45Z
dc.date.available2021-08-17T11:09:45Z
dc.date.issued2021-08-14
dc.date.submitted2021-06-14 00:00:00
dc.identifier.urihttps://repositorio.ucs.br/11338/8611
dc.descriptionEm um cenário de frequentes mudanças na forma de consumo, a realização de esforços em desenvolvimento de novos produtos e serviços é um fator estratégico e necessário para continuar atuando no mercado, atendendo a necessidade do cliente com agilidade e assertividade. Grande parte das organizações requerem o envolvimento de fornecedores ao longo do desenvolvimento de um produto ou serviço e exigem a realização de testes de confiabilidade padronizados para a maioria dos produtos. Porém alguns setores atuam em contextos de produção em baixa escala, o que inviabiliza a aplicação de tais métodos. Diante deste cenário, o objetivo deste trabalho foi elaborar um método para garantia da qualidade no desenvolvimento de produtos de baixa escala na indústria automotiva junto à cadeia de fornecedores. Foi utilizado o método de pesquisa-ação para estruturar a forma de resolução deste problema prático. Após mapear o processo atual utilizado por uma empresa automotiva e identificar os gargalos que impossibilitam a aplicação para produção em baixa escala, buscou se na literatura existente métodos de validação estatística de processos para baixa escala. A implementação combinada dos métodos de carta de controle do tipo média e amplitude móvel e soma cumulativa, teste de normalidade de Shapiro Wilk e cálculo de índices de capacidade Cp, Cpk e Cpc com seu respectivo intervalo de confiança revelou a viabilidade de quantificar o grau de qualidade de um processo com um nível de confiança mínimo mesmo para um cenário de desenvolvimento em baixa escala. Foram obtidos resultados como a determinação de um índice de capacidade mínimo de 1,33 para 12 amostras com 90% de confiança, além de detectar anomalias no processo ao longo do monitoramento do processo. Este trabalho, além de desenvolver o método, também gerou um artefato na forma de uma planilha eletrônica, que permite que outras empresas, não tão familiarizadas com os cálculos, possam utilizá-lo em seus estudos. Como sugestão de estudos futuros, indica-se aplicar o método em outros mercados além do automotivo, fornecer critérios para a definição de estabilidade requerida para a validação do processo e realizar uma análise de um modelo de sequenciamento de atividades a serem aplicadas junto à cadeia de fornecedores na estruturação de um método com foco em aumento de qualidade de fornecimento. [resumo fornecido pelo autor]pt_BR
dc.description.abstractIn a scenario of frequent changes in the form of consumption, the execution of efforts in the development of new products and services is a strategic and necessary factor to continue acting in the market, meeting the customer necessities with speed and assertiveness. The majority of institutions requires the involvement of suppliers through the development of a product or service and require standard reliability tests for most of the products. However, some sectors operate in low-scale production contexts, which makes the application of such methods unfeasible. According to this scenario, with the purpose of developing a method to guarantee quality in the development of low-scale products in the automotive industry with the supply chain. It was used the action research method to structure how to solve this practical problem. After mapping the current process used by an automotive company and identifying the bottles that makes impossible the application for low-scale production, it was sought in the existing literature methods of statistical validation for low-scale processes. The combined implementation of the individual and moving range chart and cumulative sum, Shapiro Wilk normality test and capacity index calculation of Cp, Cpk and Cpc with their respective confidence interval, reveals the quality of a process with a minimum reliability level even for a low-scale development scenario. Results were obtained, as the determination of a minimum capacity index of 1.33 to 12 samples with 90% confidence, in addition to detecting anomalies in the process monitoring. This work, in addition to developing the method, also generated an artifact in the form of an electronic spreadsheet, which allows other companies, not so familiar with the calculations, to use it in their studies. As a suggestion for future studies, the application of the method to other markets other than automotive, provide criteria for the definition of stability required for the validation of the process and perform an analysis of a model for the sequencing of activities to be applied to the supply chain in structuring a method with a focus on increasing the quality of supply. [resumo fornecido pelo autor]en_US
dc.language.isoptpt_BR
dc.subjectEngenharia de produçãopt_BR
dc.subjectProdutos novospt_BR
dc.subjectControle de qualidadept_BR
dc.subjectIndústria automobilísticapt_BR
dc.subjectProduction engineeringen
dc.subjectNew productsen
dc.subjectQuality controlen
dc.subjectAutomobile industry and tradeen
dc.titleMétodo para garantia da qualidade no desenvolvimento de produtos de baixa escala junto à cadeia de fornecedores da indústria automotivapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
mtd2-br.advisor.instituationUniversidade de Caxias do Sulpt_BR
mtd2-br.advisor.latteshttp://lattes.cnpq.br/6392475551961351pt_BR
mtd2-br.author.lattesLionzo, Yuript_BR
mtd2-br.program.nameMestrado Profissional em Engenharia de Produçãopt_BR
mtd2-br.contributor.coorientadorGiacomello, Cíntia Paese
mtd2-br.campusCampus Universitário da Região dos Vinhedospt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record